Ética do BTT

Leis de Murphy do BTT
Falta sempre mais do que aquilo que se pensa.
O fim da subida não está depois da próxima curva.
A água e a comida nunca duram o suficiente.
Em casa, nenhuma barra energética sabe bem.
Na serra, nenhuma barra energética sabe mal.
As pedras e os buracos estão sempre no nosso lado do caminho.
Os regos estão sempre no lado oposto para se poderem atravessar à nossa frente.
A probabilidade de um jipe estar a entupir o caminho depois de uma curva cega aumenta proporcionalmente em relação à velocidade média da descida imediatamente anterior à curva
As pedras são atraídas para as rodas dianteiras. As rodas dianteiras são atraídas para os buracos.
Os insectos voadores apontam sempre para os olhos ou boca, e atacam só nas descidas.
Estamos sempre em melhor forma do que julgamos, a não ser que estejamos em pior forma do que julgamos
As nossas ultimas forças esgotam-se sempre no exacto momento em que aparece um puto esperto com uma bicicleta cara ou uma subida que não estava lá no fim de semana anterior

Lei dos Trilhos de Shedenhlem.
Todos os trilhos e caminhos de montanha têm mais secções a subir do que a descer ou a direito.
Ciclismo

Lei de Murphy
Qualquer que seja a direcção em que se pedale, é sempre contra o vento e a subir.

Lei de Humphrie
O caminho mais curto é o que tem as subidas mais empinadas.

(Fonte: Regras da Nartional Off-Road Bicycle Association - NORBA)

3 comentários:

Anónimo disse...

Ta fixe..!!!

Xo_oX disse...

Quando sair a pedalar vou sempre ter estas LEIS em atenção...

Boinga disse...

Fui eu que escrevi essas leis quase todas, há já um monte de tempo. Nem me lembrava disso.

Fica aqui a correcção do autor ;-)

Hugo "Boinga" Cardoso